jump to navigation

O medo de Lilly Allen 17/01/2010

Posted by admivan in atualidades, Música.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Fico imaginando: Será que a Lilly Allen assistem BigBrother? Porque ela simplesmente escreveu uma música que fala diretamente dos participantes do Reality Show.

Leiam a letra traduzida abaixo e vejam como ela caracteriza o tipo de pessoa que participa do programa.

[O Medo]
Eu quero ser rica, e quero muito dinheiro
Eu não me importo com inteligência, eu não me importo com divertimento

Eu quero muitas roupas e montanhas de diamantes
E eu ouvi que as pessoas morrem, enquanto tenta pegá-los.

Eu tirarei minhas roupas e isso não será vergonhoso
Porque todo mundo sabe que é assim que se fica famoso
Eu olharei para “The Sun” e olharei “The Mirror”
Eu estou no caminho certo, yeah estou prestes a ser uma vencedora

(Refrão)
Eu não sei mais o que é certo nem o que é verdadeiro
Eu não sei mais como devemos nos sentir
Quando tudo vai ficar claro?
Porque eu estou sendo tomada pelo medo

A vida é sobre estrelas de cinema e não sobre mães
É tudo sobre carros rápidos ultrapassando uns aos outros
Mas isso não importa porque eu tenho cartão de crédito
E é isso que faz da minha vida tão fantástica.

Eu sou uma arma de consumo em massa
E isso não é minha culpa, foi como eu fui programada.
Eu olharei para o sol e olharei no espelho
Eu estou no caminho certo Vou ser uma vencedora

(Refrão)
Eu não sei mais o que é certo nem o que é verdadeiro
Eu não sei mais como devemos nos sentir
Quando tudo vai ficar claro?
Porque eu estou sendo tomada pelo medo

Esqueça sobre armas e esqueça sobre munição
Porquê eu estou matando a todos com minha pequena própria missão
Eu não sou uma santa mas não sou uma pecadora
Tudo está bem Desde que eu esteja emagrecendo

(Refrão)
Eu não sei mais o que é certo nem o que é verdadeiro
Eu não sei mais como devemos nos sentir
Quando tudo vai ficar claro?
Porque eu estou sendo tomada pelo medo

Anúncios

Minha lista de natal 24/12/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , ,
2 comments

Já é tradição eu postar essa música no natal.

A música é My Christmas List do Simple plan.

Nunca se esqueçam do verdadeiro significado do natal.

Papai Noel está vindo hoje à noite
E eu quero um carro e eu quero uma vida
E eu quero uma viagem de primeira classe para o Havaí
Eu quero pacotes de skittles para a vida toda e tortas de
esquimós
Eu quero um DVD, uma TV com tela enorme…

[Refrão]
Só me traz coisas que não preciso
Porque agora é Natal e eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
Natal, então não pare de gastar…
Eu quero um milhão de presentes, é isso ai…
Não esqueça a minha lista de Natal hoje à noite
Porque agora é Natal!

Alguém pode me tirar daqui
Ou me dar uma máquina do tempo para me levar
Direto para meia noite, eu ficarei bem!
Eu quero uma garota na minha cama
Que sabe o que faz
Um Playstation 2
Eu quero sair gastando dinheiro com compras
Na cidade de Nova York

[Refrão]
Só me traz coisas que não preciso
Porque agora é Natal e eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
Natal, então não pare de gastar…
Eu quero um milhão de presentes, é isso ai…
Não esqueça a minha lista de Natal hoje à noite
Porque agora é Natal!

Eu queria poder pegar esse dia
E fazer ele durar para sempre
E não importa o que eu ganhar hoje à noite
Eu quero mais…
É Natal e eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
É Natal e eu quero tudo agora

Natal e eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
Natal, então não pare de gastar…
Eu quero um milhão de presentes, é isso ai…
E eu não consigo esperar até meia noite
Não esqueça a minha lista de Natal hoje à noite

Porque agora é Natal
(Não posso esperar pro Natal)
Porque agora é Natal
(Não posso esperar pro Natal)
Porque agora é Natal
(Não posso esperar pro Natal)

Me lambe – Raimundos 23/07/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

Adoro essa música porque tem uma representação incrível! Muito a ver!

38102

O quê?…O que que essa criança tá fazendo aí toda mocinha?
Vêm, já sabe rebolar, e hoje em dia quem não sabe?
Se ela der mole eu juro que eu não faço nada
Dá cadeia e é contra o costume
Mas se eu tiver na rua e ela de mão dada com outro cara
Eu morro de ciúme!

E eu contente com as malvada, achando que era o tal
E me aparece essa coisinha

Me dê agora seu telefone, outro dia a gente se liga
Eu quero te levar pra onde dá um frio na barriga
Me fala a verdade…quantos anos você tem?
Eu acho que com a sua idade
Já dá pra brincar de fazer neném…

Como a vista é linda da roda gigante
É… tão grande
Acho que ela viajou que eu era um picolé
Me lambe
No parque de diversões foi que ela virou mulher
Das forte
Menina pega a boneca e bota ela de pé

Sinto, amigo, lhe dizer, mas ela é “de menor”
Isso é crime
Seu guarda, se não fosse eu podia ser pior
Imagine

O homem de cacetete disse, quando me algemou,
Que ela só tinha dezessete, que o pai dela era doutor
E que se fosse eu ainda faria igual
Se fosse no ano que vem ia ser normal…

Letras de metal – Conto de fadas 17/07/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , , , , , ,
add a comment

Conto de fadas 6

Contos de Fadas – Shaman

Senhora fada, que se esconde nas paredes
A vida é curta e a espera é longa
As estrelas, lá no alto
Desaparecem com o amanhecer
Senhora fada, que se esconde nas paredes

Seu conto acaba de se iniciar
Começa lá de longe,
Na terra de lugar nenhum
Onde o vento sopra um som
pra lá de conhecido
Senhora fada, seu amor a muito foi embora

Oh querida, ouça minha alma e cuide do meu choro.
Porque todas as minhas lagrimas podem criar um rio em meu coração.

“Oh, a vida é boa,
Oh, a vida é boa,
Oh, a vida é boa…
Tão boa quanto você quer que seja!”

Linda senhora, os cavalos estão de volta
Trazendo prazer e felicidade
Mas de repente os cavalos foram embora
Eram apenas as batidas do seu coração sozinho!

Oh querida, ouça minha alma e cuide do meu choro.
Porque todas as minhas lagrimas podem criar um oceano em meu coração.

“Oh, a vida é boa,
Oh, a vida é boa,
Oh, a vida é boa…
Tão boa quanto um beijo!”

Oh minha querida,
Agora eu não posso conter meu choro
Minhas lágrimas me afogaram
E me recuso a perceber

O que resta em minha volta, é tudo tão estranho, é tudo tão escuro
Estou completamente sozinho aqui
Para juntar os pedaços do meu coração

Pequena senhora, seu conto tem um fim
Para o céu, o seu amado foi mandado
Ele se transformou em faíscas que brilham com as estrelas…

…E à noite ele sempre estará lá
Para cuidar de sua fada
E assim ele nunca morrerá.

Letras de Metal – Floresta dos Unicórnios 17/06/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

2287

Floresta dos unicórnios – Rhapsody of Fire

Corra, amado cavalo sagrado
Nesse dia tranquilo
Através desses vales beijados pela luz
Onde a paz é tão rara

Então, árvores robustas, deixe-me ouvir suas palavras
sobre aquelas lembranças
por favor, conte-me sobre nosso forte
e batalhas épicas que eles ganharam

Refrão:
Cuidado com o fogo que não é sagrado
Meu guardião das árvores
A chama deles não pode queimar a lembrança
A sabedoria dos reis
O segredo desta floresta
O percurso dos unicórnios
São os tesouros deste vale
Onde a liberdade tem seu trono
Onde o amor deve reinar para sempre
Evitando atos de guerra

Nós devemos ter toda a coragem deles
Para defender esta terra
Ou o Sol nesse vale
Não brilhará de novo

Letras de Metal 17/06/2009

Posted by admivan in Blog e Eu, Música.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
add a comment

E aí pessoal,

hoje começa uma nova série aqui no Memórias e Além. Ela se chama LEtras de Metal.

Vou desmitificar a lenda de que os metaleiros só falam de drogas, sexo, violência, demônios e etc.

Pelo contrário, eles são caras grandes, cabeludos e barbudos, mas falam muito sobre amor, paz e tolerância.

E eu vou provar pra vocês.

ok?

Abraços

São suas crianças 19/05/2009

Posted by admivan in Leitura, Música.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far
gravidez%20na%20adolescencia
Adaptado da música Mary-lou – Sonata Arctica

circulo

Mamães ponham suas crianças para dormir,
essa história é muito cruel para elas.
No ginásio ela disse adeus à seus pais
e foi embora com um garoto.
Ela deixou sua família tão boa e calorosa.
Todos os seus amigos disseram “você está louca”.
Mas ela descobriria a vida por ela mesma.
É segunda-feira e ela tem que trabalhar.
Um emprego de garçonete ela certamente achará.
Seu rosto era lindo e sua mente de criança.
O garoto a engravidou, Amanda chorou:
“Sou jovem para isso”.
Ele disse “está acabado”.
Estava tão assustada porque ele ia embora.
O desespero tomou conta, ela mandou uma carta.
“Mamãe me leve de volta, seja bondosa.
Sou apenas uma criança, imprudente e selvagem,
que precisa voltar para casa.”
Mãmãe sabe das coisas.
“Ele prometeu a lua mas não casou com você.”
“Não há nada fazer”
Ela comia por dois,
e ele está saindo com uma garota nova.
Sol ou chuva, é tudo o mesmo,
a vida não é tão cinza.

Mamães suas crianças ainda dormem,
Na segurança de seus doces berços.
A história que eu contei eu presenciei,
Seu anjinho não será sempre tão limpo.
Os dias que virão não são fáceis de se ver,
Você pode mudá-los mas não serão livres.
Eu vejo que você não acredita, ooo-oo,
mas você verá.
Serão apenas crianças, imprudentes e selvagens,
que um dia precisarão voltar para casa.

Mamonas Assasinas: Ferrenhos críticos ao capitalismo 17/04/2009

Posted by admivan in artigos, Música.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
4 comments

cd-mamonas

Há quem diga que eles não passavam de moleques cantando músicas sem sentido. Quem diz isso, é claro, não prestava atenção em suas letras satíricas, sarcásticas e cheias de críticas e alusões ao absurdo empregado pelo sistema capitalista.

Cito aqui uma das músicas que pode gerar muitas controvérsias. Para os simples observadores, não passa de uma música sem muito sentido lógico, mas para que realmente presta atenção, tem muito a dizer em suas entrelinhas.

Com um letra simples, a música Sabão Crá Crá simplesmente esbofeteia os adeptos do capitalismo selvagem. Pode não parecer, mas esta música conta uma história de um mercado cada vez mais competitivo.

Começamos com uma alusão clara a uma propaganda: Sabão Cra Cra, não deixa os cabelos do saco enrolar.

Percebendo a grande jogada de marketing do Sabão Cra cra, a sua concorrente, Sabão Cre Cre, decide fazer o mesmo, imitando a forma simples e apelativa de propaganda: Sabão cre cre, não deixa os cabelos do saco de pé.

A cada propaganda, os concorrentes vão se tornando mais apelativos. O Sabão Cri Cri, percebendo a perda de market share, decidiu se render aos encantos da simples propaganda feita pelas demais, e lançou a sua: Sabão Cri Cri, não deixa os cabelos do saco caír.

Desesperado, Sabão cro cro contrata os maiores especialistas em Publicidade e lançam a sua melhor cartada: Sabão cro cro, não deixa os cabelos do saco da nó.

Contra isso, seria quase impossível concorrer, uma vez que estavam chegando ao auge do “apelativo”. Contudo, o Sabão Cru Cru investiu milhares de dolares em uma propaganda, que mantinha-se no padrão das demais, mas inovava acrescentando uma musicalidade diferente que cairia, mais tarde, na boca do povo e seria para sempre lembrada. Sabão cru cru, não deixa os cabelos do sacUUUUUUUU… Enrola com os do cu!

Isso mostra o quanto Dinho e seus companheiros eram conhecedores do fervoroso sistema, que exige propagandas apelativas e que tocam nos problemas mais íntimos e humilhante de cada pessoa.

🙂

sigametwittergn

admivan

Do the Evolution: Faça a Evolução 03/04/2009

Posted by admivan in Música, Vídeos.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
3 comments

Vejam o clipe desta música do Pearl Jam e leiam a letra traduzida. Qualquer semelhança com a realidade, não é mera coincidência
Bom pra pensar.

Faça a evolução

Eu estou à frente, eu sou um homem
Eu sou o primeiro mamífero a vestir calças, yeah
Eu estou em paz com minha luxúria
Eu posso matar porque em Deus eu confio, yeah

isto é evolução, baby

Eu sou uma besta, eu sou o homem
Tinha ações no dia em que a Bolsa quebrou, yeah
Livre, eu sou um caminhão
Todas as colinas rolantes eu as aplainarei, yeah

É um comportamento em rebanho
Uh-huh, isto é evolução, baby,

Me admire, admire minha casa
Admire meu filho, ele é meu clone
Yeah, yeah
Esta terra é minha, esta terra é livre
Eu farei o que quiser embora irresponsavelmente

isto é evolução, baby,

Eu sou um ladrão, eu sou um mentiroso
Aqui é minha igreja, eu canto no coro (interlúdio do coro: Aleluia)
Me admire, admire minha casa
Admire minha canção, admire minhas roupas
Pois nós conhecemos o apetite para um banquete noturno,
A esses índios ignorantes não devo nada,
Nada, Por quê?

Porque: isto é evolução, baby!

Eu estou à frente, eu sou desenvolvido
Eu sou o primeiro mamífero a fazer planos
Eu rastejei na terra, agora vôo pelos céus
2010, veja pegando fogo!
isto é evolução, baby {2x}
Faça a evolução
Vamos, vamos, vamos..

Estamos todos Bêbados 28/02/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

matanza-2003-musica-para-beber-e-brigar

Estamos todos Bêbados – Matanza

Nós estamos todos bêbados
Bêbados de cair
E todos que não estiverem bêbados
Dêem o fora daqui

Lançava-se ao mar, o comandante Nobrum
Passava o dia no barco pescando,
mas nunca nos trouxe um atum
Tanta sabedoria e prática além do comum
Dizem que se atribuía a várias garrafas de rum

Somos amigos em terra, somos amigos no mar
Juntos fomos à guerra, juntos estamos no bar

Nós estamos todos bêbados
Bêbados de cair
E todos que não estiverem bêbados
Dêem o fora daqui

O açougueiro sem dedo que trabalhava no cais
Passava o dia fazendo piada da falta que o dedo lhe faz
Dizia com riso amarelo: Ouça bem meu rapaz
Ao trabalhar com o cutelo nunca beba demais

Somos amigos em terra, somos amigos no mar
Juntos fomos à guerra, juntos estamos no bar

Nós estamos todos bêbados
Bêbados de cair
E todos que não estiverem bêbados
Dêem o fora daqui

Marquade alimentava as caldeiras do velho vapor
A despeito do vento, sufocava o calor
Teto de ferro fundido, sol direto na chapa
Tudo já resolvido com duas garrafas de grapa

Somos amigos em terra, somos amigos no mar
Juntos fomos à guerra, juntos estamos no bar

Nós estamos todos bêbados
Bêbados de cair
E todos que não estiverem bêbados
Dêem o fora daqui

[Jimmy cantando o refrão bêbado]

Nós estamos todos bêbados
Bêbados de cair
E todos que não estiverem bêbados
Dêem o fora daqui