jump to navigation

Homenagem da fiel torcida 22/01/2010

Posted by admivan in atualidades, Vídeos.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
add a comment

100 anos de história!

Veja a homenagem da fiel torcida!

Corinthians minha vida

Corinthians minha história

Corinthians meu amor

Viva o timão!

Anúncios

Beco Incógnito 02/11/2009

Posted by admivan in Textos.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

BECO+04.copy

circulo

Risadas ecoam por aquele beco escuro,
e seu rosto enrubrecido se faz presente.
Sentados frente a frente, com os pés se tocando,
nossos olhares se cruzam, e o sorriso desaparece:
a impossibilidade daquilo tudo torna real
e a esperança se esvai.
As mãos sobrepostas aceleram nossos corações.
O sangue de seus olhos escorre como uma lágrima:
machuca. Impede.
Dócil, afago seu rosto inconsolável,
ali, naquele beco,
onde ninguém pode nos ver,
ninguém pode nos ouvir,
cada respiração sua faz o ar se tornar mais sólido.
Salubre e doloroso, mas desejável.
Palavras não são necessárias.
A escuridão do momento nos envolve,
e os meus lábios encostam nos seus
por alguns segundos…
Você foge…
para sempre.

sigametwittergn

admivan

 

Contador:

Faltam 1965 visitas

Faltam 11 postagens

Faltam 20 comentários

 

O tempo 14/07/2009

Posted by admivan in Textos.
Tags: , , , , , , , ,
1 comment so far

Eu preciso realmente escrever esse post.

Não sei se pode ser encarado como um desabafo, mas com certeza pode ser visto como pessoal.

Eu odeio o tempo… amo o também. Na verdade, não sei bem o que penso dele, mas posso dizer aqui e agora que ele está afetando muito a mim… Tudo parece estar passando mais rápido que o normal, e minhas antigas crianças não são mais como antes…

Eu tenho medo de… eu tive um sonho com…

As palavras me faltam, porque agora eu não me reconheço mais, não estou integrado comigo. Mas egocentrismo não é o meu forte e eu sei que o problema não sou eu, o problema são as pessoas que vímos por 4 meses nos últimos 7 anos…

Estas pessoas representam muito pra mim, e elas mudaram muito rápido… Não as reconheço, mas vejo quem são… Olho cada um de seus rostos e suspiro… aquela época poderia nunca passar.

Essa sensação é muito ruim. Já a senti antes, mas não sei como nomeá-la. Talvez seja angústia por uma coisa que não vai acontecer de novo, ou por saber que o tempo vai tirar das nossas lembranças as coisas boas que passaram… talvez seja apenas passageiro (como foram as outras), mas eu não quero que seja (como não quis das outras vezes). Não quero esquecer… mas é inevitável que eu esqueça.

Eu preciso, preciso mesmo, ouvir um sussurro amigo.

Eu tive um sonho… e nesse sonho, aconteceram coisas… E essas coisas, podem acontecer ou não… eu não sei realmente se quero ou não que aconteça, mas parece que se é possível amor a primeira vista, talvez seja possível amor repentino.

Um amor fraternalmente insólito que derrama lágrimas quentes sobre meu coração. São coisas que só o tempo pode criar… e só o tempo poderá destruir. Imploro aqui, porém, que seja misericordioso, e não me deixe nem ao menos esquecer.

Não deixe os anos passarem… não deixe os sete anos se tornarem dez… porque eu não vou suportar isso por tantos anos de novo. E ver que tudo o que você se lembra são coisas que não existem mais há muito.

Estou muito mal com isso.

Não espero que alguém me entenda, apesar de que um dia sei que entenderão. Mesmo não aprovando ou não concordando, ou simplesmente achando estranho, sei que alguém um dia vai me entender.

Sei que algum dia alguém vai decifrar tudo que todos os meus livros e todas as coisas que eu escrevo querem dizer.

Eu amo… eu odeio… eu imploro

Tempo, não se deixe passar rápido demais!

Parabéns Corinthians! 02/07/2009

Posted by admivan in atualidades.
Tags: , , , , , , , ,
5 comments

CORINTHIANS

Eu nunca vou te abandonar,

porque eu te amo

e faço parte desse bando de loucos

loucos por ti corinthians.

E para todos aqueles que acham que isso é pouco,

eu digo que eu vivo por ti corinthians,

ó Todo poderoso timão,

Eu canto até fica rouco

canto que a maré está cheia,

eu canto pra te empurrar,

Vamos, vamos meu timão

eu sei que tu queres golear

quando cai na rede, é peixe…

e o timão vai golear…

não pare de lutar

conquiste o seu lugar.

Corinthians você é minha vida…

você é minha história…

você é meu amor…

Rumo à triplice coroa!

Parabéns nação corinthiana por ser tão fiel!

PARABÉNS PELO TRI DA COPA DO BRASIL!

Letras de Metal – Floresta dos Unicórnios 17/06/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

2287

Floresta dos unicórnios – Rhapsody of Fire

Corra, amado cavalo sagrado
Nesse dia tranquilo
Através desses vales beijados pela luz
Onde a paz é tão rara

Então, árvores robustas, deixe-me ouvir suas palavras
sobre aquelas lembranças
por favor, conte-me sobre nosso forte
e batalhas épicas que eles ganharam

Refrão:
Cuidado com o fogo que não é sagrado
Meu guardião das árvores
A chama deles não pode queimar a lembrança
A sabedoria dos reis
O segredo desta floresta
O percurso dos unicórnios
São os tesouros deste vale
Onde a liberdade tem seu trono
Onde o amor deve reinar para sempre
Evitando atos de guerra

Nós devemos ter toda a coragem deles
Para defender esta terra
Ou o Sol nesse vale
Não brilhará de novo

Letras de Metal 17/06/2009

Posted by admivan in Blog e Eu, Música.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
add a comment

E aí pessoal,

hoje começa uma nova série aqui no Memórias e Além. Ela se chama LEtras de Metal.

Vou desmitificar a lenda de que os metaleiros só falam de drogas, sexo, violência, demônios e etc.

Pelo contrário, eles são caras grandes, cabeludos e barbudos, mas falam muito sobre amor, paz e tolerância.

E eu vou provar pra vocês.

ok?

Abraços

ah, como eu te amo 23/05/2009

Posted by admivan in Textos.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
3 comments

love-wallpaper26Texto dedicado a Bárbara, por motivos óbvios.


Ah, como eu te amo,
e eu te amo de um jeito único,
e eu te amo como nunca amei ninguém,
e sinto o seu olhar como dos ventos das montanhas,
e sou iluminado pelo seu sorriso como sob o sol do meio-dia,
e sinto-me aquecido
como quando preso aos teus beijos,
vejo-me grande como quando em teus braços,
ouço-me bem como quando ao teu lado.
ah, como eu te amo
Sou capaz de ouvir o pequeno farfalhar
de asas minúsculas de borboletas
competindo para chegar às flores.
Sou capaz de tremer ao sopro quente
de um dia mormacento e esverdeado
pois estou ao seu lado
e eu posso sentir
tudo o que acontece a minha volta
ah, como eu te amo
e não é poético
mas não podia ser mais sincero
sei que não tem rima
mas é real.
E é o que eu sinto.

Amor 03/02/2009

Posted by admivan in Textos.
Tags: , , , , , , ,
4 comments

eu-queria-ser-amor-geisaAmor.

Humor.

Dor.

Torpor.

Ardor.

Frescor.

Sabor.

Valor.

Amor.

Falando sobre Livros: Lua Nova 29/01/2009

Posted by admivan in Leitura.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

untitled

 

Lua nova é a sequência do aclamado livro Crepúsculo. Com uma abordagem um pouco diferente, ele fala sobre a perda de um grande amor. A já conhecida baixa autoestima da Bella Swan as vezes chega a irritar. Ela passa quase o livro todo reclamando, se encolhendo, chorando e coisas assim. Mas continua sendo um livro fácil de ler. A Stephenie sabe passar os acontecimentos de forma tão rápida que quando você se dá conta, foram-se 30 páginas. Ela faz nova descobertas e tira antigas dúvidas, o que torna o livro atraente para quem leu Crepúsculo. A autora também deixa novas perguntas a serem respondidas nos próximos livros, além de nos trazer a expectativa de como e quando Bella vai se tornar vampira.

Enfim, de um modo geral o livro é agradável, não excelente. Seria injuativo se não fosse tão rápido. Dá pra ler e descançar a mente um pouco. Muitas das coisas fazem um pouco de sentido, outras são meio sem lógica. A parte sem lógica obviamente não é a parte de monstros mitológicos e poderes especiais, pois, se tratando de uma fantasia, isso faz todo o sentido. Agora, algumas coisas ficaram inexplicadas. SEm poderes especiais não atingem Bella, como Jasper, em Crepúsculo, tinha poder sobre ela? E como Alice consegue ver o seu futuro? Ficou meio sem explicação. Até agora! Vamos esperar os próximos e ver o que ela diz a respeito.

Nota 7 para Lua Nova

A última vez 25/01/2009

Posted by admivan in Filmes, Social, Textos.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far
044306_451
 
 
Texto adaptado e inspirado em um trecho do filme “The ultimate gift – O presente final” cuja temática relaciona-se com a caridade, a bondade e as amizades verdadeiras. 

circulo

Era natal. Eu fiz tudo que aquela garotinha pediu, mas ela não queria muitas coisas. Só o que desejava era um natal como jamais tivera.
Sentada sobre a neve feita de algodão e olhando as estrelas: aquela garota parecia pensativa. Se ela estava triste ou feliz, eu não saberia dizer.
– No que você está pensando? – Perguntei sentando a seu lado.
– Na morte – respondeu a menina calmamente.
– Você não acha que é muito jovem para pensar nisso?
A garotinha suspirou ainda fitando as estrelas.
– Eu sou jovem demais pra isso. Não parece muito justo, não é?
Encarei o rosto pálido da menina ao meu lado e inocentemente perguntei:
– Como… como você acha que é… lá?
Suas bochechas se contraíram, mas ela não pode reprimir o sorriso. O mesmo sorriso que fez com que eu me apaixonasse 3 meses atrás.
– Acho que deve ser legal. E eu vou poder ver o papai de novo… – Falou.
Permaneci calado vendo a tristeza tomar conta daquele corpo pequeno.
– Eu não tenho medo da morte sabe, nem me incomodo em ser careca – Disse ela limpando os olhos – É só que… se eu morrer… a mamãe… ficará sozinha. Sou tudo que ela tem.
A doce garota se jogou em meus braços, encharcando meu ombro com suas lagrimas.
– Obrigado por esse natal maravilhoso. Foi muito importante pra mim.
Meus braços apertaram a garotinha, enquanto eu tentava por tudo não perder o ultimo grão de felicidade que aquela data me trouxera.
– Não importa o que aconteça… – Falei em seu ouvido – Sempre me lembrarei de você.
Era natal. Ela fez tudo o que eu pedi, mas eu não queria muitas coisas. Só o que desejava era que ela não me deixasse… mas ela me deixou…
Aquele, foi nosso ultimo natal.
Aquele, foi meu ultimo desejo.
Aquele… foi seu ultimo dia,
foi sua ultima vez.

Esse texto é uma homenagem a TODAS as crianças com câncer, que merecem nosso carinho, amor e admiração por enfrentarem o problema com tanta força e coragem.