jump to navigation

Vingança do Homem 07/01/2010

Posted by admivan in interessante, Leitura.
Tags: , , , , , , , , , , ,
2 comments

Este texto é de Luis Fernando Veríssimo , levemente editado.

Eu nunca havia entendido porque as necessidades sexuais dos homens e das mulheres são tão diferentes.

Nunca tinha entendido isso de ‘Marte e Vênus’. E nunca tinha entendido porque os homens pensam com a cabeça e as mulheres com o coração.

Uma noite, na semana passada, minha mulher e eu estávamos indo para a cama. Bem, começamos a ficar a vontade, fazer carinhos, provocações, o maior TESÃO e, nesse momento, ela parou e me disse:

– Acho que agora não quero, só quero que você me abrace…

Eu falei:

– O QUEEE???

Ela falou:

– Você não sabe se conectar com as minhas necessidades emocionais como mulher.

Comecei a pensar no que podia ter falhado. No final, assumi que aquela noite não ia rolar nada, virei e dormi.

No dia seguinte, fomos ao shopping. Entramos em uma grande loja de departamentos. Fui dar uma volta enquanto ela experimentava três modelitos caríssimos.

Como estava difícil escolher entre um ou outro, falei para comprar os três. Então, ela me falou que precisava de uns sapatos que combinassem a R$ 200,00 cada par.

Respondi que tudo bem. Depois fomos a seção de joalheria, onde gostou de uns brincos de diamantes e eu concordei que comprasse. Estava tão emocionada!!!

Deveria estar pensando que fiquei louco. Acho até que estava me testando quando pediu uma raquete de tênis, porque nem tênis ela joga.

Acredito que acabei com seus esquemas e paradigmas quando falei que sim. Ela estava quase excitada sexualmente depois de tudo isso.

Vocês tinham que ver a carinha dela, toda feliz! Quando ela falou:

– Vamos passar no caixa para pagar, amor?

Daí eu disse:

– Acho que agora não quero mais comprar tudo isso, meu bem… Só quero que você me abrace.

Ela ficou pálida.

No momento em que começou a ficar com cara de querer me matar, falei:

– Você não sabe se conectar com as minhas necessidades financeiras de homem…

Vinguei-me!

Felicidade nos relacionamentos e a guerra entre os sexos 17/09/2009

Posted by admivan in artigos.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
2 comments

ATENÇÃO: TODOS OS DADOS DE PORCENTAGEM DESCRITAS NESSE TEXTO SÃO FICTÍCIOS, UTILIZADOS APENAS PARA ILUSTRAR O CONTEÚDO DO MESMO.

 

Não é incomum vermos, ainda hoje, a velha guerra dos sexos.

Quem é melhor? Homens ou mulheres?

Esse tipo de discussão chega, as vezes, a ser ridículo. Ridículo mesmo. Especialmente quando chegam os pesquisadores, especialistas, pessoas sem mais o que fazer, e apresentam dados que dizem que mulher são 80% mais isso, que homens são 40% mais aquilo, que as mulheres fazem 10% menos alguma coisa e que homens fazem 30% coisas de um jeito diferente.

Qual a finalidade disso?

Para as mulheres que gostam de música mais agressiva, vai fazer diferença ouvir que “homens gostam de música pesada e mulheres de música leve”?

Para os homens que possuem a sensibilidade para compor uma canção ou pintar um quadro fantástico, escrever uma poesia ou mesmo dizer as coisas certas na hora certa, vai fazer alguma diferença ouvir que “mulheres são sensíveis e homens são insensíveis”.

A verdade é que no mundo de hoje não dá pra definir um padrão baseado nisso, nós conquistamos a igualdade sim[nós, homens e mulheres, porque os homens também conquistaram muitas coisas, em geral ignoradas, que antes apenas mulheres faziam]… mas, olha que loucura, um mundo sem padrão é muito mais difícil de controlar.

Então o que acontece: a todo momento somos bombardeados com modelos do que devemos ser. É uma insana tentativa de padronizar as nossas atitudes, para que seja mais fácil nos controlar.

Aí vem uma mulherzinha ridícula falando que as mulheres só serão felizes se adestrarem os seus maridos, como cachorros.

Bom, eu não sei quanto a vocês, mas se eu quisesse uma cachorra pra brincar comigo, eu compraria uma. Em um relacionamento, nós [homens ou mulheres] não procuramos alguém pra nos obedecer e nos servir em troca de “migalhas de carinho”, nós procuramos pessoas que possam conversar conosco de igual pra igual, que possam compartilhar os nossos sonhos, compartilhar nossos momentos felizes e/ou tristes, que nos tenha confiança e respeito.

Isso sim é um relacionamento entre dois seres humanos.

Pode parecer que a crítica a esta “técnica milagrosa para a felicidade feminina” seja apenas porque eu sou homem, mas não é.

 Repito, eu não gostaria de viver com alguém que depende de mim pra tudo, que só faz as coisas que eu mando, que só faz as coisas que eu quero, que faz tudo girar em torno de mim, que me pergunta se pode beber água ou ir ao banheiro, que levanta a mão pra pedir pra falar, alguém que se magoa com as minhas atitudes mas volta como se nada tivesse acontecido… no início pode até ser bom, mas depois se torna um saco. Imagina passar 30 anos com uma pessoa que não faz nada por si só. Nós [homens e mulheres] queremos pessoas que nos ajudem a crescer, que argumente conosco, que seja sincero, que saiba ouvir e sabe conversar. Alguém que tem opinião própria e que sabe argumentar sobre ela, e não simplesmente aceita o que lhe é mandado.

Mulheres e Homens não têm que querer estar a frente ou atras do outro. Devem querer estar ao lado. Porque só estando juntos e lado a lado é que eles AMBOS serão felizes.

RESPEITO E CONFIANÇA trazem muito mais felicidade do que DEPENDENCIA E SUBMISSÃO.

Eu terminaria com um “Viva a igualdade entre os sexos”, mas isso é muito desnecessário. Já somos iguais. Então pensei em algo novo:

VIVA OS RELACIONAMENTOS BILATERAIS!!!!

Me lambe – Raimundos 23/07/2009

Posted by admivan in Música.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

Adoro essa música porque tem uma representação incrível! Muito a ver!

38102

O quê?…O que que essa criança tá fazendo aí toda mocinha?
Vêm, já sabe rebolar, e hoje em dia quem não sabe?
Se ela der mole eu juro que eu não faço nada
Dá cadeia e é contra o costume
Mas se eu tiver na rua e ela de mão dada com outro cara
Eu morro de ciúme!

E eu contente com as malvada, achando que era o tal
E me aparece essa coisinha

Me dê agora seu telefone, outro dia a gente se liga
Eu quero te levar pra onde dá um frio na barriga
Me fala a verdade…quantos anos você tem?
Eu acho que com a sua idade
Já dá pra brincar de fazer neném…

Como a vista é linda da roda gigante
É… tão grande
Acho que ela viajou que eu era um picolé
Me lambe
No parque de diversões foi que ela virou mulher
Das forte
Menina pega a boneca e bota ela de pé

Sinto, amigo, lhe dizer, mas ela é “de menor”
Isso é crime
Seu guarda, se não fosse eu podia ser pior
Imagine

O homem de cacetete disse, quando me algemou,
Que ela só tinha dezessete, que o pai dela era doutor
E que se fosse eu ainda faria igual
Se fosse no ano que vem ia ser normal…

Mapa do Ponto G feminino 30/05/2009

Posted by admivan in atualidades, Vídeos.
Tags: , , , , , , , ,
3 comments

INACREDITÁVEL!!!!!!

A mais incrível descoberta da ciência. Fizeram um mapa do ponto G feminino. É aquele onde a mulher sente o maior prazer. É o ponto sublime onde a mulher é dopada com um prazer inigualável.

Acompanhem.

uashhuashuasuhasuhasuhas

Rachei de ri quando vi.  Muito interessante e criativo.